Dicas Pra Perder calorias

Inacreditável: Conheça A História Do Cara Que Sobreviveu 382 Dias Sem Comer


No vídeo, Spurlock segue uma dieta de 30 dias (fevereiro de 2003) no decorrer dos quais sobrevive alimentando-se exclusivamente em restaurantes McDonald's. O filme documenta os efeitos que este hábitos de vida pode ter na saúde física e psicológica de um ser humano, e explora a interferência da indústria do fast-food. Durante a gravação, Spurlock comia nos restaurantes McDonald's três vezes ao dia, chegando a consumir em média 5000 kcal (o equivalente de 6,vince e seis Big Macs) por dia. Antes do começo deste experimento Spurlock comia uma dieta variada. Tentara ser saudável e magro, media 188 cm de altura e pesava oitenta e quatro,um kg. Depois de 30 dias, obteve um ganho de onze,1 kg, 1,1 por cento de aumento da massa corporal, elevando seu IMC de 23,dois (dentro da faixa "saudável") a 27 ("sobrepeso").


Ele experimentou modificações de humor, disfunção sexual, e prejuízo ao fígado. Spurlock precisou de nove meses para perder o peso que havia ganhado. O documentário foi nomeado pra um Oscar na classe de melhor documentário longa-metragem. A medida que o video começa, Spurlock está fisicamente acima da media, como é demonstrado por três médicos (um cardiologista, um gastroenterologista, e um clínico geral), da mesma forma uma nutricionista e um preparador físico.


Ele é orientado pelos 5 pra fazer a avaliação da tua saúde ao longo do mês do experimento. Todos os profissionais da saúde predizem que o "Mc Mess" terá efeitos indesejáveis a respeito de teu corpo, todavia ninguém aguardava nada demasiado drástico, dizendo que o organismo é "muito adaptável". Spurlock começa o mês com um café da manhã perto de tua residência em Manhattan, onde há em média 4 McDonald's (e 66.950 habitantes) por milha quadrada (um,seis km ²).



Bem como resolve por viajar em taxis com superior frequência, visto que pretende preservar as distâncias que caminha em linha com os 5000 passos (aproximadamente duas milhas) que por dia caminhava a média dos estadunidenses. Necessita realizar três refeições em McDonald's por dia. Tem que ingerir só os itens do menu. Isso acrescenta a água engarrafada.


Tem que escolher o tamanho "Super Size" de tua comida sempre que lhe for oferecido. Deve aceitar todas as promoções oferecidas para que ele compre mais comida do que inicialmente planejado. No segundo dia Spurlock come pela primeira vez o tamanho Super Size, que leva cerca de uma hora para consumir.


A experiência foi o aumento de seu estomago ao longo do procedimento, que culmina com Spurlock vomitando no caminho de volta para casa. Após 5 dias Spurlock havia ganhado quase 10 libras (quatro,cinco kg). Não passa bastante tempo antes de que se acesse a si mesmo com uma impressão de depressão, e ele considera que seus episódios de depressão, letargia e dores de cabeça são causadas na comida do McDonald's. Um médico descreveu-o como "viciado".


A noiva de Spurlock, Alexandra Jamieson, é um testemunha para o acontecimento de Spurlock ter perdido muita da sua energia e desempenho sexual durante a sua experiência. Não esta claro se Spurlock seria qualificado de completar o mês completo devido ao elevados teores de gordura e carboidrato de sua dieta; seus colegas e família começaram a preocupar-se. Próximo do vigésimo dia, Spurlock havia sentido estranhas palpitações no coração. Consulta seu médico típico, o doutor Daryl Isaacs lhe aconselha parar o que está fazendo neste instante para impossibilitar qualquer tipo de graves dificuldades de saúde.


Apesar desta advertência, Spurlock decide prosseguir com o teste. Spurlock chega ao trigésimo dia e atinge o seu objectivo. Em 30 dias, Spurlock comeu o tamanho "Super Size" na sua refeição em nove ocasiões durante o caminho (dos quais 5 foram no Texas). Os três médicos ficaram surpresos com o grau de deterioração da saúde de Spurlock. Um deles considerou que era irreversível o prejuízo causado ao seu fígado, que podes sofrer, ademais, um ataque ao coração, mesmo perdendo todo o peso ganho ao longo do experimento. Ele argumentou que nesse período comeu mais refeições no McDonald's do que um nutricionista recomenda consumir em 8 anos. Este post a respeito um video é um esboço. Você podes auxiliar a Wikipédia expandindo-o. Este texto é disponibilizado nos termos da licença Creative Commons - Atribuição - Compartilha Semelhante três.0 Não Adaptada (CC BY-SA três.0); podes estar sujeito a condições adicionais. Para mais fatos, consulte as condições de uso.


Guia De Raças - Os Cães Que Mais Precisam De Exercício

A maioria dos americanos, que são as pessoas que consomem mais carne do mundo, obtém entre doze por cento -18 % de tuas calorias diárias pelas proteínas. As dietas ricas em proteínas, recomendam muito mais do que isso. Nestas dietas as proteínas podem ser diretamente a metade das calorias que você come todos os dias. A maioria destas proteínas extras vem de referências animais, como carne, ovos e queijo.



Várias vezes, estas dietas restringem severamente alimentos como cereais, grãos, frutas e legumes. Será que elas funcionam? A procura diz que sim. Ao diminuir carboidratos, se perde peso mais rápido, já que você perde água. Desta maneira, sem carboidratos extras, o organismo começa a queimar tua própria gordura como combustível - um estado chamado Cetose.


Isso talvez pode tornar menos difícil de acompanhar a dieta, já que você sente menos fome. Mas a Cetose pode causar dores de cabeça, irritabilidade, náuseas, problemas renais e palpitações cardíacas. São seguras as dietas ricas em proteínas? Médicos especialistas não concordam. A American Heart Association não recomenda pra nada as dietas ricas em proteínas. Na Espanha, o andaluz publicou um relatório sobre as dietas dissociadas, desaconselhando-as inteiramente. Poderá-se expressar que, em geral, a comunidade médica está preocupada com as dietas com alto teor de proteína, sobretudo no momento em que elas são utilizadas a longo período.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *